Seguidores

segunda-feira, 21 de junho de 2010

UM QUÊ… DE NOSTALGIA


Esse frio da madrugada
Que parece gelar até a alma
Traz um quê, de nostalgia
Ao mesmo tempo em que
O corpo agita e pede calor
Em calma o meu interior
Busca o encanto na poesia.
E externa toda a vontade
De ter a especial companhia
Do meu ser amado...
Bem juntinho - apaixonado
Debaixo do edredom macio
Para o inteiro não ser metade
E um lado do leito não ser vazio.
E num enroscar de corpos
De beijos quentes e carícias
Esquentar a fria madrugada
Até o surgir de mais um dia…
O amor tem na simplicidade
O melhor que a vida tem
A paixão de momentos a dois...
Mesmo quando, já passados
Aquece ao serem recordados
Deixando salivar versos
Ao gosto da saudade...


Um comentário:

  1. Um quezinho lindo dela nessa poesia! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir

Agradecida por sua gentil visita.